Links de Acesso

Comissão Especial do Senado aprova processo de impugnação de Dilma Rousseff

  • Redacção VOA

Dilma Rousseff

Dilma Rousseff

Plenário deve votar na próxima semana impugnação da Presidente brasileira.

A comissão especial que analisa impugnação da Presidente brasileira no Senado aprovou nesta sexta-feira, 6, por 15 votos a 5, o relatório do senador Antonio Anastasia favorável à continuidade do processo de afastamento dw Dilma Rousseff.

O texto será submetido agora à votação no plenário do Senado.

Dos 21 senadores, apenas o presidente da comissão, Raimundo Lira não votou.

Antes de autorizar a votação no painel eletrónico, ele explicou que só iria registrar voto caso ocorresse um empate.

Para que o relatório fosse aprovado, eram necessários os votos da maioria simples dos integrantes da comissão, ou 11.

O parecer agora aprovado será lido em plenário na próxima segunda-feira, 9, e publicado no Diário Oficial do Senado.

A partir daí, começa a contar o prazo de 48 horas para a votação em plenário.

Senador Antonio Anastasia, relator do processo de impugnação

Senador Antonio Anastasia, relator do processo de impugnação

A previsão, segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros, é que o parecer de seja apreciado pelo plenário na próxima quarta-feira, 11.

O quórum para a abertura da sessão é de 41 dos 81 senadores, ou seja maioria absoluta.

Se o parecer for aprovado pela maioria simples (metade mais um) dos senadores presentes à sessão, o processo é formalmente instaurado.

Caso for aprovado, a Presidente da República será afastada por até 180 dias para ser julgada pelo Senado e o vice-presidente Michel Temer assumirá o comando do Palácio do Planalto.

Se o relatório for rejeitado, o processo é arquivado.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG