Links de Acesso

CNE chumba pedido da Renamo de anulação dos resultados


Paulo Cuinica, porta-voz da Comissão Nacional das Eleições

Paulo Cuinica, porta-voz da Comissão Nacional das Eleições

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) julgou improcedente o pedido da Renamo de anulação das eleições gerais de 15 de Outubro. "Foi julgado improcedente o pedido da Renamo de anulação do escrutínio do dia 15 de Outubro passado, em razão do procedimento, que não foi o mais apropriado", disse o porta-voz da CNE aos jornalistas.

Paulo Cuinica esclareceu que a reclamação a Renamo, apesar de ter sido dirigida na altura do apuramento, não dizia respeito a esta fase das eleições, "mas sobre situações que se haviam passado em outros processos". Segundo Paulo Cuinica, nove dos 17 membros da CNE votaram contra o pedido do principal partido de oposição e oito a favor.

Cuinica adiantou que a reclamação apresentada pela Renamo violou vários preceitos prescritos na lei, incluindo recorrer à CNE em situações em que devia ter apelado ao Conselho Constitucional.

XS
SM
MD
LG