Links de Acesso

Cimeira dos Chefes de Estado dos Grandes Lagos adiada à última hora

  • Redacção VOA

José Eduardo dos Santos

José Eduardo dos Santos

Presidentes não apareceram e alguns países baixaram nível de participação.

A Cimeira dos Chefes de Estados da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (Cirgl) prevista para realizar-se amanhã em Luanda foi adiada à última hora frente à ausência de todos os Presidentes dos países da organização.

O Presidente angolano, que lidera Cirgl, decidiu adiar o encontro para Março depois de ser informado que apenas os vice-presidentes do Sudão do Sul, Hassabo Mohamed, e do Burundi, Gaston Sindimwo, tinham chegado a Luanda até esta quinta-feira.

O ministro angolano das Relações Exteriores Georges Chikoti, que anunciou o adiamento, afirmou que, apesar disso, a agenda dos membros do Conselho da Ministros da Conferência continua em discussão, conforme o previsto, devendo ser elaborados um relatório final e as respectivas recomendações para os chefes de Estado na cimeira de Março.

Os pontos essenciais de discussão estão relacionados com o conflito interno na República Democrática do Congo e a instabilidade política no Burundi e no Sudão do Sul.

Outro assunto em debate éa contribuição dos membros da Cirlg.

O secretário executivo cessante, o congolês Alphonse Ntumba Luaba, admitiu a possibilidade de os países incumpridores virem a ser sancionados.

A República Centro Africana, República do Congo, República Democrática do Congo, Quénia, Uganda, Rwanda, Sudão, Tanzânia e Zâmbia não marcaram, até agora, presença em Luanda, nem através de presidentes ou vice-preisdentes.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG