Links de Acesso

Ciclone Dineo ameaça as províncias de Gaza e Inhambane

  • Redacção VOA

Praia de Vilanculos, província de Inhambane pode ser afectada

Cruz Vermelha activa 350 voluntários e envia suprimentos de emergência

A Cruz Vermelha de Moçambique activou os planos de emergência frente à passagem do ciclone Dineo pelo país, que pode provocar a partir de hoje ventos e chuvas fortes nas províncias de Gaza e Inhambane.

A organização informou ter enviado 350 voluntários e suprimentos de emergência para as áreas afectadas com ventos com a força de furacão.

"Estamos preocupados com as inundações porque muitos dos distritos susceptíveis de serem atingidos foram inundados por chuvas acima do normal desde o início de Janeiro e os rios em algumas áreas encontram-se quase a transbordar”, alertou Jamie Le Sueur, coordenador de Gestão de Desastres da Federação para a África Austral.

Por seu lado, a secretária geral da Cruz Vermelha de Moçambique, Ernestina Jorge Jama, adiantou que “a tempestade e as inundações apresentam um risco real para doenças em virtude de as águas poderem ficar contaminadas”.

Depois de Moçambique, o ciclone deve dirige-se à África do Sul, Zimbábue e Botswana, onde equipas da Cruz Vermelha já estão a elaborar planos de contingência.

A nível nacional, o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades activou os conselhos técnicos de emergências nas províncias afectadas e a Unidade Nacional de Protecção Civil.

O Centro de Alerta de Tifões da Marinha e da Força Aérea dos Estados Unidos prevê que o Dineo provoque ondas de até cinco metros de altura e ventos com rajadas de até 150 quilómetros por hora.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG