Links de Acesso

Abel Chivukuvuku em Washington

  • João Santa Rita

Abel Chivukuvuku, líder da CASA

Abel Chivukuvuku, líder da CASA

Dirigente da CASA CE defende aprofundamento de relações entre Estados Unidos e Angola

O líder da CASA CE Abel Chivukuvuku encontra-se em Washington para “partilhar a nossa visão sobre as perspectivas do futuro do nosso país, as transformações que Angola precisa de desenvolver e o papel da CASA” nesse processo.

Chivukuvuku chegou a Washington proveniente de uma viagem por diversos países europeus e na capital americana vai estabelecer contactos a nível do departamento de estado e com dirigentes no Congresso.

O dirigente da CASA CE disse à Voz da América que quer que sejam aprofundadas as relações entre os Estados Unidos e Angola não só a nível económico como também “entre as instituições americanas e as angolanas”.

“É preciso que essa interacção se aprofunde e quantos mais encontros melhor,” disse Chivukuvuku para quem os Estados Unidos devem “encorajar Angola nas reformas políticas que precisa de desenvolver no amadurecimento do nosso processo democrático”.

O líder da CASA CE descreveu de “irresponsáveis” declarações do Secretário do MPLA para assuntos políticos, económicos e sociais em Luanda, Norberto Garcia, que disse no fim de semana á Voz da America que Chivukuvuku e o líder da UNITA Isaías Samakuva se deslocavam ao estrangeiros para “fazerem queixinhas porque não conseguem ganhar em casa”.

Isaías Samakuva esteve em Washington há poucas semanas atrás.

“Não me preocupam declarações irresponsáveis de dirigentes do MPLA,” disse Chivukuvuku para quem “a verdade é que a CASA é um factor incontornável em Angola e por isso o nosso papel não é só junto do eleitorado em Angola mas também com tudo que é o quadro internacional que se relaciona com Angola”.

“Angola não é um fenómeno fora do contexto internacional e por isso temos mesmo que partilhar e dialogar com todos esses segmentos,” acrescentou.

Para além de defender a “interacção” das relações entre as instituições publicas dos dois países, a CASA CE defende também um aprofundamento das relações económicas para além dos investimentos no petróleo para se fortalecer o combate à pobreza.

“Se o MPLA considera isso negativo só reflecte a falta de visão que os dirigentes do MPLA têm sobre Angola e sobre o mundo e sobre o futuro,” acrescentou.

Abel Chivukuvuku termina a sua visita a Washington na Quarta-feira.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG