Links de Acesso

Poluição da água atinge nível de crise na China

  • Redacção VOA

Um residente chinês à margem de um dos afluentes do Rio Amarelo na China

Um residente chinês à margem de um dos afluentes do Rio Amarelo na China

Governo de Pequim decidiu publicar relatórios mensais sobre a qualidade de água, após recentes vagas de poluição do ar e dos rios

Na China a asfixiante poluição tem manchete na imprensa ultimamente, mas um outro problema de preocupação ambiental tem sido a poluição da água.

William Ide correspondente da VOA em Pequim tem acompanhado os debates em torno da qualidade de água na China e diz que quando um rio na província de Shanxi no nordeste da China foi contaminado por produtos químicos, foram preciso 5 dias para as autoridades reconhecerem e reportar o incidente.

E apesar da desculpa formal do edil e da demissão dos responsáveis da fábrica provocou a poluição, a descarga acabou por afectar a água e várias cidades que ficavam no ponto da zona da poluição. O caso arrasou com a credibilidade do governo perante a opinião pública.

Dados oficiais indicam que na China ocorrem 1700 acidentes por ano de poluição, e 40 por cento dos rios chineses estão altamente poluídos. E problema não se coloca apenas a poluição de fontes de água natural como também a sua escassez.

A cidade de Pequim é um dos lugares onde o debate sobre a qualidade e quantidade de água tornou-se numa questão séria.

Zhao Feihong é pesquisadora de água na Associação Sanitária de Pequim.

“De mais de 100 rios que existem actualmente em Pequim, apenas dois ou três podem ser usados para uso doméstico, e são os que o governo está a proteger. São dos que podemos usar, os restantes dos rios se não secaram ainda, estão poluídos pelas descargas dos esgotos.”

Zhao Feihong e o seu marido – que é também pesquisador de água – estiveram recentemente no centro de atenção, tanto na internet como na imprensa estatal, depois de terem confessados que há 20 anos que não bebem e usam para lavar a boca, a água canalizada de Pequim.

A história desse casal despertou a atenção, e a partir deste mês o governo da cidade começou a publicar relatórios sobre a qualidade de água. Zhao Feihong considerou esta acção de um passo positivo, especialmente porque a qualidade da água sempre foi um segredo de estado na China. A mesma acrescentou que a medida não era suficiente, e que em vez do público ficar a saber da qualidade da água, deviam igualmente conhecer o que fazer de imediato no caso de haver a contaminação da fonte de água que usam para beber.

XS
SM
MD
LG