Links de Acesso

China e Rússia assinam acordo de gás multibilionário


Presidente chinês Xi Jinping, à esquerda, e Presidente Vladimir Putin, da Rússia, no jantar de gala da Cimeira de Xangai, Maio 20, 2014

Presidente chinês Xi Jinping, à esquerda, e Presidente Vladimir Putin, da Rússia, no jantar de gala da Cimeira de Xangai, Maio 20, 2014

O acordo que deverá durar 30 anos tem sido negociado há uma década.

Moscovo e Pequim assinaram ontem, 20, em Xangai, um acordo multibilionário de fornecimento de gás por 30 anos.

Segundo a Reuters, o memorando de entendimento entre as duas potências poderá compreender a venda anual de 38 mil milhões de metros cúbicos de gás através de um novo gasoduto que ligará os dois países.

O acordo entre a Gazprom da Rússia e a Companhia Nacional de Petróleo da China foi assinado por ocasião da visita do Presidente Putin a Xangai para participar num forum regional.

O acordo que deverá durar 30 anos tem sido negociado há uma década.
Analistas já haviam dito que as negociações poderiam ter um fim muito próximo, porque a Rússia queria vender gás para países fora da Europa, onde os aliados dos Estados Unidos impuseram sanções contra Moscovo na sequência da anexação da península da Crimeia.

A China está a tentar contornar a sua forte dependência do carvão para alimentar a sua expansão económica.
XS
SM
MD
LG