Links de Acesso

Cerca de 250 mil crianças em risco de morrer de fome no Sudão do Sul


Toby Lanzer, antigo coordenador humanitário da ONU no Sudão do Sul

Toby Lanzer, antigo coordenador humanitário da ONU no Sudão do Sul

Cerca de 250 mil crianças estão em risco de morrer de fome no Sudão do Sul, país devastado por uma guerra civil, alertou hoje o coordenador humanitário da ONU naquele país, Toby Lanzer, recentemente expulso pelas autoridades locais.

"Uma em cada três crianças está gravemente subnutrida e 250 mil crianças estão em risco de morrer de fome", afirmou Toby Lanzer, num relatório divulgado nesta terça-feira, 16.

O coordenador humanitário da ONU foi expulso do país no início deste mês por ter, segundo as autoridades locais, prognosticado o "colapso" do Sudão do Sul, o país mais novo do mundo, independente a 9 de Julho de 2011, na sequência de um acordo de paz assinado em 2005.

No relatório, o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários das Nações Unidas lançou um apelo aos doadores, afirmando que são necessários cerca de 1,63 mil milhões de dólares para terminar o ano corrente.

O documento também recordou que dois terços dos 12 milhões de habitantes do país precisam de ajuda e que 4,6 milhões estão em risco de perder as fontes de alimentação.

O catual conflito no Sudão do Sul eclodiu em Dezembro de 2013, com combates no seio do exército sul-sudanês, fracturado pela rivalidade política e étnica entre o Presidente Salva Kiir e o antigo vice-presidente Riek Machar.

XS
SM
MD
LG