Links de Acesso

Centralidades em Luanda recebem nota positiva dos moradores

  • Coque Mukuta

Saneamento básico aceitável, ruas organizadas, boa qualidade dos serviços administrativos e a tranquilidade pública são algumas vantagens apontadas por Lídia Ribeiro, cidadã residente na centralidade do Kilamba há dois meses.

As novas centralidades têm sido motivo de queixas e elogios e a Voz da América ouviu cidadãos que vivem naquelas novas cidades e que apontam o saneamento básico aceitável, as ruas organizadas e a qualidade dos serviços administrativos como algumas vantagens das novas moradias.

Saneamento básico aceitável, ruas organizadas, boa qualidade dos serviços administrativos e a tranquilidade pública são algumas vantagens apontadas por Lídia Ribeiro, cidadã residente na centralidade do Kilamba há dois meses.

Por seu lado, Emilita Ferreira, outra moradora, afirma que as centralidades em geral são obras bem pensadas, apesar das suas desvantagens, mas até ao momento nada lhe chateia.

Entretanto, como a Voz da América referiu noutras ocasiões, algumas vozes perguntam sobre a durabilidade dessas construções, a cargo de empresas chinesas, e que, ao que se sabe, não são submetidas a qualquer fiscalização.

De recordar que vários projectos habitacionais estão a ser construídos em Angola. Até ao momento estão já executados os projectos das províncias de Luanda, Cabinda, Huila, Namibe e Benguela, o executivo projecta para 13 províncias.
XS
SM
MD
LG