Links de Acesso

Centenas de milhões de dólares para centro fantasma da Sonangol

  • Teodoro Albano

A acusação é da Global Witness e o dinheiro destinava-se a um centro de investigação que até agora não foi construído.

À margem da cimeira Estados Unidos/África que se realiza aqui em Washington a organização Global Witness pediu ao Governo angolano para explicar o paradeiro de centenas de milhões de dólares que deveriam ter sido usados para a construção de um centro de investigação e tecnologia da Sonangol.

A Global Witness, organização que luta contra a corrupção e pela transparência através do mundo, disse que multinacionais petrolíferas decidiram contribuir com mais de 350 milhões de dólares desde 2012, através de fundos de responsabilidade social, para um centro da Sonangol que até agora não existe

Segundo a Global Witness, a British Petroleum (BP) e a norte-americana Cobalt International Energy e os seus parceiros doaram já mais de US $175 milhões ao Centro de Investigação e Tecnologia da Sonangol (CITS). Até Janeiro de 2016, as mesmas empresas doarão os restantes US $175 milhões.

Tanto a BP como a Cobalt declinaram responder a perguntas da Global Witness sobre a existência do referido centro. Todavia, a BP afirmou ter sido informada, pela Sonangol, de que o centro “ainda está na fase de concepção”.

A Sonangol, segundo a organização denunciante, nunca respondeu ao seu pedido de esclarecimentos sobre o centro.

Tendo em conta a ausência de informação oficial sobre a existência do CITS, a Global Witness avança que os fundos em questão poderão já ter sido desviados em esquemas de corrupção.

XS
SM
MD
LG