Links de Acesso

Primeiros resultados do censo são divulgados

  • VOA Português

Huíla é a segunda província com mais habitantes, depois de Luanda.

A província da Huíla ficou a conhecer nesta segunda-feira, 20, os primeiros resultados provisórios do Censo Geral da População e Habitação 2014.

Os dados confirmaram que a província é a segunda mais habitada do país, com 2 milhões e 400 mil habitante,s cerca de 10 por cento do total de habitantes de Angola.

Lubango, capital da província, detém o maior número de gente com mais de um milhão de habitantes.

Para a secretária provincial da Unita Amélia Judite, a partir de agora os gestores públicos poderão deixar de trabalhar na base de suposições:“Até este momento, o nosso país foi governado com suposições e penso que aqueles que são gestores públicos a partir de agora provavelmente poderão prestar melhor os seus serviços baseando-se em alguns dados”.

Na visão da secretária provincial do Partido de Renovação Social (PRS) Júlia Kaquene, estão criadas as condições para elaborar melhor as políticas públicas.“Neste momento como já apareceu esta oportunidade de nós termos o censo então veremos como tudo será organizado”, disse.

O governador da província da Huíla, João Marcelino Tchipingui, destacou a importância dos dados ora apresentados na definição dos planos de governação.

“Fazíamos construção de casas, hospitais e centros de saúde sem saber para quem, nem para quantas pessoas. Hoje já podemos fazer os nossos planos a nível de comunas, municípios e província porque já sabemos quantos habitantes tem cada município. Já se pode fazer projectos já temos números”, congratulou-se.

Os resultados provisórios do Censo Geral da População e habitação, vêm dar corpo aos dados das últimas eleições de 2012 que haviam colocado a Huíla como a segunda maior praça eleitoral do país.

A província do Kwanza Sul tem 7,4% da população angolana, com 1.037.787 habitantes. É a quinta província mais povoada, depois de Luanda, Huíla, Benguela e Huambo.

Os dados dão conta que nos últimos 44 anos a população quadruplicou, tendo em conta que em termos de densidade demográfica em Angola existem 19 pessoas por cada quilómetro quadrado.

Segundo o Censo, as mulheres constituem a maioria da população residente e no meio urbano. Os municípios mais povoados são Sumbe, Amboim e Cela.

Ao apresentar os dados do censo, o vice-governador do Cuanza Sul para a política económica Franklim Fortunato, realiçou a importância desse exercício:

«Como se pode constatar trata-se de um exercício estatístico de capital importância, pois fornecerá informações necessárias e actualizadas capazes de permitir a avaliação dos planos nos mais diversos domínios da vida económica e política da província, como a água a energia o saneamento básico, dos hospitais e outras infraestruturas e serviços».

Ao contrário do que seria de esperar, os dados sobre o censo habitacional serão revelados mais tarde, ainda sem data marcada.

Para 2015, o Instituto Nacional de Estatística vai realizar o censo pecuário.

Por sua vez, o Censo Geral da População e Habitação 2014 revelou que Uíge é habitada apenas por 6% da população angolana, ou seja, 1.300.426
habitantes, contra o resultado anterior do censo populacional de 1970 quando a província contava com 384. 574) pçessoas.

Os municípios com maior índice demográficos são Uíge com 498 mil habitantes, seguidos por Negage, Quimbele e Maquela do Zombo. Os menos
habitados são Bembe, Quitexe, Ambuila e Puri, com menos de 40 mil
habitantes cada.

No final do encontro o vice-governador para esfera económica Carlos
Mendes Samba, em representação do governador provincial Paulo Pombolo,
revelou que os resultados preliminares do censo 2014 vão servir de uma
farramenta do Executivo angolano em traçar estratégias do
desenvolvimento das populações.

Recorde-se que, segundo o Presidente da República, Angola tem 24 milhões e 600 mil habitantes, dos quais mais de seis milhões apenas em Luanda.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG