Links de Acesso

Alexandra Simeão - "Há muita gente indisciplinada neste país".

  • Manuel José

Marcolino Moco

Marcolino Moco

O rumo que o país está a tomar é cheio de incertezas

Políticos angolanos consideram que o rumo que o país está a tomar é cheio de incertezas.

A política e analista da Luanda Antena Comercial disse à VOA que o cenário político actual não trouxe grandes novidades.

Alexandra Simeão "Está confuso, estamos a ter muito do mesmo, não tem havido grandes novidades do ponto de vista de acções arrojadas rumo ao desenvolvimento".


Para ela, há em Angola um 'índice elevado de indisciplina a todos os níveis.

Alexandra Simeão "Neste momento há muita gente indisciplinada neste país".

E a receita para se alterar o actual quadro passa na opinião de Simeão pela aposta no ensino de base de qualidade.

Alexandra Simeão "Um país que invista tudo quanto pode e mais o possível na pré-primária só pode ser vitorioso, porque o ensino de base é fundamental, é o pilar, por isso que é a base"

O economista e presidente do Bloco Democrático, Justino Pinto de Andrade diz que o rumo traçado para o país não tem lugar para os mais pobres.

Justino Pinto Andrade "Este país está a ser criado para os ricos e os ricos são poucos e são do MPLA, não vale a pena termos ilusões e os que não são do MPLA são submissos"

O jurista e político Marcolino Moco considera que Angola está confinado a um grupo de interesse, o exemplo mais a vista é o da comunicação social angolana.

Marcolino Moco "Os caminhos estão todos tapados, a comunicação social está toda controlada, manipulada, há o canal 2 da TPA que foi entregue aos filhos do presidente da república, um caso inédito no mundo, a comunicação privada foi toda comprada, a rádio Eclésia que dizia alguma coisa hoje também está censurada"

Políticos angolanos reprovam o rumo escolhido para Angola.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG