Links de Acesso

Castel-Branco e Fernando Mbanze abolvidos por tribunal de Maputo

  • Redacção VOA

Carlos Nuno Castel-Branco

Carlos Nuno Castel-Branco

Eram acusados pela Procuradoria Geral da República de ofensa ao antigo Presidente Armando Guebuza e abuso de liberdade de expressão.

O Tribunal Judicial da cidade de Maputo absolveu nesta quarta-feira, 17, o economista Carlos Nuno Castel-Branco e o jornalista Fernando Mbanze, dos crimes de que eram acusados.

A sentença do caso, proferida pelo juiz João Guilherme que conduziu o julgamento, indica que os acusados agiram dentro dos limites estabelecidos por lei.

Os dois acusados manifestaram a sua satisfação com a sentença e dizem que esta foi uma vitória das liberdades de expressão e de imprensa.

Os advogados dos dois réus consideram que a sentença foi um exemplo de transparência e isenção do tribunal.

Castel-Branco foi acusado de crime contra a segurança do Estado e Mbanze de abuso de liberdade de imprensa, por o professor universitário ter publicado um post no Facebook a questionar a gestão do antigo Presidente Armando Guebuza e que foi publicado no Media Fax.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG