Links de Acesso

"Caso Kangamba" investigado na CPI do tráfico de pessoas no Brasil

  • Maria Cláudia Santos

Bento Kangamba

Bento Kangamba

Acompanhe a reportagem na edição de hoje da VOA.

O "Caso Kangamba" vai ser investigado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do tráfico de pessoas, em andamento na Câmara Federal do Brasil.

Os deputados federais brasileiros querem saber os detalhes do esquema de tráfico de mulheres do Brasil para o exterior desbaratado pela Polícia Federal de São Paulo, em Outubro passado, durante a Operação denominada “Garina”.

A denúncia oferecida pelo Ministério Público brasileiro à justiça acusa o general angolano Bento dos Santos Kangamba, o braço direito dele, Fernando Vasco Inácio Republicano, e mais cinco brasileiros de tráfico internacional de mulheres, rufianismo (tirar proveito de prostituição alheia), favorecimento da prostituição e associação criminosa.

A CPI já protocolou um pedido de convocação para depoimento do músico brasileiro Wellington Edward Santos de Souza. Latyno, como era conhecido, seria o coordenador no Brasil do esquema que, de acordo com a Polícia Federal, tinha no comando o general angolano.

Os membros da CPI também devem enviar um ofício para a embaixada de Angola, em Brasília, pedindo esclarecimentos sobre as denúncias.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG