Links de Acesso

Caso Kalupeteca: advogados sem detalhes e fiéis perseguidos

  • Coque Mukuta

Jose Kalupeteca

Jose Kalupeteca

Caso entregue ao tribunal, mas desconhece-se o juiz que irá dirigir o julgamento.

O advogado David Mendes, que defende o José Julino Kalupeteca, denunciou nesta terça-feira, 1, novas perseguições e violações contra os fiéis da seita A Luz do Mundo.

Em declarações à VOA, Mendes confirmou que processo foi remetido ao tribunal mas desconhece o juiz que irá tratar o caso.

Mendes desconfia que pode haver interesse em direccionarem o processo para um determinado juiz.

“Não há até ao momento nenhum registo em que o Kalupeteca e seus seguidores sem réus, o que quer dizer que, suspeitamos, que o processo não será igual aos outros, ou seja pode não ser submetido ao sorteio”, denunciou Mendes.

O advogado espera que tudo isso “não seja para submeter o processo a um juiz em concreto”.

Ainda de acordo com David Mendes, a sua equipa desconhece a fundamentação da acusação contra Kalupeteca, que, segundo soube, é considerado autor moral ou material dos assassinatos dos policias.

A seita A Luz do Mundo, liderada José Julino Kalupeteca, estava implantada nas províncias do Huambo, Benguela, Bié, Huíla, Kuanza-Sul e Luanda.

Em algumas províncias continuam as perseguições, segundo familiares e fiéis.

David Mendes diz que, no passado sábado, a polícia no Huambo chegou mesmo a espancar dois indivíduos, tendo partido o braço de um deles que foi abandonado à porta do hospital.

“Vamos ao Huambo para tentar falar com o comandante municipal por ter espancado dois dos fiéis da seita a Luz do Mundo, um deles teve o braço partido”, revelou Mendes.

O filho de Kalutepeca, Julino Tito, disse à VOA ter visitado o pai na cadeia, que está bem e à espera do julgamento

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG