Links de Acesso

Caso do taxista moçambicano: Polícias pagam caução e saem em liberdade

  • Redacção VOA

Emidio Macia arrastado até à morte por carro da polícia sul-africana

Emidio Macia arrastado até à morte por carro da polícia sul-africana

A decisão verifica-se 3 meses antes da data marcada para o julgamento daqueles agentes

Um tribunal sul-africano libertou, mediante o pagamento de caução, 9 polícias envolvidos no assassinato de um imigrante moçambicano.

O tribunal decidiu libertar condicionalmente os polícias depois do pagamento de uma caução de cerca de 500 dólares.

A decisão verifica-se 3 meses antes da data marcada para o julgamento daqueles agentes policiais acusados de terem morto o taxista moçambicano Mido Macia de 28 anos de idade.

As imagens chocantes de um carro da polícia sul-africana arrastando pelo chão até à morte o taxista moçambicano algemado ao veículo correram Mundo em Fevereiro passado.

Macio foi confrontado pela polícia a 26 de Fevereiro pelo facto de estar estacionado do lado errado da rua na localidade de Daveyton a leste de Joanesburgo acabando por morrer naquele mesmo dia.

Moradores daquele localidade filmaram todo o incidente e as imagens rapidamente chegaram à Internet propagando-se pelo Mundo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG