Links de Acesso

Casa-Ce planeia manifestação contra silêncio sobre morte de Hilbert Ganga

  • Manuel José

Helbert Ganga

Helbert Ganga

Um ano depois está por resolver o assssinato do activista Helbert Ganga pela Guarda Presidencial.

A ala juvenil da Casa-CE planeia orgaqnizar uma manifestação ainda este mês para exigir que sejam entregues à justiça os responsáveis pela morte do seu militante Hilbert Ganga pela Guarda Presidencial.

O activista foi morto a tiro a 22 de Novembro do ano passado por um elemento da Guarda Presidencial quando, com outros companheiros, procedia à colagem de panfletos que anunciavam a realização de uma manifestação.

A Juventude Patriótica de Angola(JPA) anunciou hoje, 5, que vai realizar uma série de actividades este mês, com destaque para uma marcha no dia 22 do corrente, com partida no bairro da Estalagem em Viana, até ao cemitério da Santa-Ana, onde será rezada uma missa campal a partir das 15 horas.

A marcha, segundo Levergildo Lucas, secretário para os Assuntos Políticos da JPA visa pressionar as autoridades a entregarem à justiça os assassinos de Hilbert Ganga.

"Não paramos de mencionar o nome de José Eduardo dos Santos, o Presidente da República que até agora pouco ou nada fez para que o autor material do assassinato de Ganga seja entregue à justiça”, disse.

“Nós, os jovens, vamos continuar a lutar para que o autor material bem como os autores morais deste crime sejam responsabilizados judicialmente", acrescentou.

Lucas admitiu, no entanto, haver indícios de que “o arguido será brevemente entregue às autoridades judiciais para que seja julgado e estamos à espera porque que temos pressão da família e da sociedade"

A jornada da JPA começa na quinta-feira e termina a 23 do corrente mês sob o lema "Ganga-Um exemplo de patriotismo e coragem e uma inspiração para mudança de regime em Angola".

XS
SM
MD
LG