Links de Acesso

Casa-CE quer saber das garantias e fundos gastos na reconstrução de estradas

  • Isaías Soares

Alexandre Sebastião (esquerda) e secretário provincial da CASA CE Carlos Xavier Luís Lucas

Alexandre Sebastião (esquerda) e secretário provincial da CASA CE Carlos Xavier Luís Lucas

Deputado diz que algumas vias recentemente reconstruídas estão em pior estado do que as deixadas pelo colonialismo.

O deputado e vice-presidente da Casa-Ce Alexandre Sebastião André disse que muitas estradas recentemente reconstruidas pelo Governo estão já esburacadas e em pior estado do algumas deixadas pelo colonialismo. André desafiou o Executivo a esclarecer que garantias recebeu das obras de reconstrução e quais os montantes utilizados.

André desafiou o Executivo a esclarecer que garantias recebeu das obras de reconstrução e quais os montantes utilizados.

O dirigente da Casa-CE disse em Malanje que o estado da estrada Nacional 230 para Malanje contribui agora para o aumento dos acidentes de viação.

“Para chegar até Malanje é um grande sacrifício, tendo em consideração as vias de comunicações novas que já estão tão debilitadas, tão desfeitas que nem as que foram construídas pelo colonialismo português”, disse Sebastião André, fazendo notar que se desconhecem “as grandes quantidades de recursos financeiros" usados na estrada.

“Esta estrada de Malanje também já é mortífera, é uma estrada assassina a julgar com os acidentes que encontramos pelo caminho”, alertou.

O fornecimento de energia eléctrica e distribuição de água canalizada à população da capital malanjina são também incipientes, segundo aquele político.

Par ao deputado da Casa-CE, o que se passa em Malanje “quase que é uma praga que está a assolar o país todo em razão da má gestão dos recursos".

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG