Links de Acesso

CASA-CE continua a duvidar da transparência das eleições angolanas

  • Manuel José

Terceiro maior partido angolano realiza primeiro congresso dentro de seis meses.

Em Angola, o líder da CASA-CE, o terceiro partido mais votado nas eleições de 31 de Agosto, convocou uma conferência de imprensa para salientar de novo as suas dúvidas acerca da transparência do escrutínio.

Abel Chivukuvuku começou por dizer que a sua organização não tinha ainda uma posição definitiva sobre os resultados das eleições.

Chivukuvuku, disse que a CASA-CE continuava sem definição sobre os resultados eleitorais, acrescentando: “ O que há são apenas suspeições”.

De acordo com aquele dirigente partidário, há indícios da existência de discrepâncias consideráveis entre os resultados provisórios divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral, CNE, e os contabilizados pelos agentes fiscais da CASA-CE.

Outra desconfiança da CASA-CE é mais grave, Abel Chivukuvuku acredita que poderá ter havido adulteração dos dados das actas, nos gabinetes municipais da CNE.


Outra novidade trazida por Abel Chivukuvuku é que dentro de seis meses a CASA-CE possa realizar o seu primeiro congresso.

Abel Chivukuvuku acrescentou que no dia 15 deste mês os responsáveis do partido vão reunir-se para decidir sobre a realização do primeiro congresso da CASA-CE, seis meses depois do pleito eleitoral de 31 de Agosto.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG