Links de Acesso

Casa-CE e PRS condenam morte de policias e pedem medidas

  • Fernando Caetano

Eduardo Kwangana, presidente do PRS, Angola

Eduardo Kwangana, presidente do PRS, Angola

As reacções ao “caso Kalupeteca” não param de surgir e no Kwanza Sul, os partidos pedem justiça.

O secretário provincial da Casa-CE Domingos Franscisco Sobral condenou o que chama de fundamentalismo religioso.

“Nós não vamos aceitar que aquilo que ocorre na Nigéria, na Somália, no Iraque e na Síria aconteça em Angola”, disse Sobral que pediu “as autoridades angolanas para que de facto tudo façam para que estes sejam levados a barra do tribunal”.

Francisco Sobral, secretário provincial da Casa-CE, Kwanza Sul, Angola

Francisco Sobral, secretário provincial da Casa-CE, Kwanza Sul, Angola

O responsável da Casa-CE pede, no entanto, uma rápida capacidade das autoridades na análise das causas de tal fenómeno, bem como na identificação de eventuais mentores por detrás dessa seita:

Por seu lado, o Partido de Renovação Social, através do seu presidente Eduardo Kwangana, considera que os acontecimentos do Huambo e Benguela devem ser vistos e tratados como uma acção criminosa :

«Agora também temos que chamar a atenção porque as nossas autoridades, agentes de autoridades devem ser aqueles que também devem cumprir a lei de forma a não criarem problemas, por isso eu disse que não sei como o problema aconteceu para chegar até esse ponto”, questiona Kwangana que diz que o papel das igrejas “é trabalhar com a população sobre a fé e trabalhar com a população sobre questões sociais”.

XS
SM
MD
LG