Links de Acesso

Carvão vegetal contrabandeado no Namibe

  • Armando Chicoca

Autoridades no Namibe dizem não ter meios para proteger florestas.

As autoridades no Namibe afirmam estar surpreendidas com a exportação ilegal de carvão vegetal por garimpeiros, disse o responsável do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), no Namibe, Pedro Tchivela Joaquim, durante um debate público na Rádio Namibe.

“O alerta veio dos colegas dos países SADC durante um fórum internacional” revelou, mas, segundo disse, o departamento que dirige enfrenta a falta de meios para uma fiscalização mais eficaz e actuante no interior da província.

Tchivela disse ainda que os garimpeiros no processo de exportação ilegal do carvão vegetal para os países da SADC utilizam o retorno dos contentores vazios, no porto do Namibe.

As chamadas árvores pau-ferro e mutuaty são as mais cobiçadas pelos garimpeiros na produção de carvão vegetal e há risco de um frote impacto ambiental devido a esta actividade.

Por outro lado, para Mendes de Carvalho, analista político da Rádio Namibe, a exportação ilegal de carvão vegetal na província do Namibe por garimpeiros é um desperdício flagrante para os cofres do Estado.

XS
SM
MD
LG