Links de Acesso

Cabo verde: Começou julgamento do caso "Lancha Voadora"

  • Eugénio Teixeira

Cidade da Praia

Cidade da Praia

As audições decorrem no Tribunal da Comarca da Praia, rodeado de fortes medidas de segurança.

Em Cabo Verde, prossegue o julgamento do caso de tráfico de drogas “Lancha Voadora”, que envolve cerca de 15 arguidos, com realce para o ex-presidente da bolsa de valores, Veríssimo Pinto.
O julgamento do maior caso de apreensão de drogas - cerca de 1,5 toneladas de cocaína pura- que conta com mais de 60 testemunhas residentes e não residentes no arquipélago, e é presidido por um colectivo formado por 3 juízes, tendo 4 procuradores do ministério público e 21 advogados .

As audições decorrem no Tribunal da Comarca da Praia, rodeado de fortes medidas de segurança, com a vigilância apertada de elementos da Polícia Nacional, da Polícia Militar e agentes da Guarda Prisional.

Este aparato tem despertado curiosidade dos residentes na cidade da Praia, com algumas pessoas a comentarem que só tinham visto este cenário apenas no cinema.

Por outro lado, chegou-se também a falar de algum mal-estar da Polícia Nacional, tendo em conta, o envolvimento da Polícia Militar, numa clara guerra de protagonismo, já que a PN considera ser ela a força vocacionada para a segurança e ordem interna.

Voltando ao julgamento, após ter optado pelo silêncio no início, o antigo presidente da Bolsa de Valores resolveu falar, tendo refutado as acusações de lavagem de capitais. Veríssimo afirmou que não passam de inverdades para manchar o seu nome.

Mas com o decorrer do julgamento e depoimentos de algumas testemunhas, surgem dados que comprometem determinados arguidos.
XS
SM
MD
LG