Links de Acesso

Cabo-Verde: Governo anuncia endurecimento da lei contra a criminalidade juvenil

  • Eugénio Teixeira

José Maria Neves defende endurecimento de medidas contra a criminalidade juvenil (Imagem de arquivo)

José Maria Neves defende endurecimento de medidas contra a criminalidade juvenil (Imagem de arquivo)

Primeiro-ministro, José Maria Neves diz que "os criminosos não podem ganhar esta batalha" e garante que a proposta-lei será brevemente submetida ao parlamento

Em Cabo-Verde o governo anunciou o aumento da taxa de desemprego de 10,2 por cento, em 2010, para 12,2 por cento em 2011 e a criminalidade juvenil também segue a mesma tendência.

Os dados do Instituto Nacional de Estatisiticas são revelados numa altura em que o governo faz face ao recrudescimento da criminalidade juvenil. Os jovens representam a faixa etária mais afectada pelo desemprego.

O número de desempregados entre os 15 e 24 anos atingiu 27,1 por cento.

O primeiro-ministro José Maria Neves anunciou para breve a adopção de leis no parlamento com vista a aplicar umas justiça mais dura contra a crimilnalidade, a criminalidades que alegadamente associada ao desemprego.

Depois de alguma acalmia nos últimos 3 anos, os jovens delinquentes voltam à acção, praticando assaltos, com registo de casos de homicídios, situação que preocupa os cidadãos no arquipélago cabo-verdiano, que sempre teve como principal marca: clima de paz e tranquilidade.

Tranquilidade que parece ser quebrada sobretudo nos principais centros urbanos do país, com os delinquentes conhecidos por “Thag’s e caçobodistas”, a praticarem assaltos nas ruas, residências, não escapando também as casas comerciais, com registo de casos de homicídios, o mais recente praticado na ilha de São Vicente, com um jovem a confessar o assassinato de um idoso de 77 anos.

Um oficial da polícia na reserva e empresário que pediu o anonimato, disse à VOA que cabe ao poder politico adoptar medidas para reforçar a acção policial, no combate aos delinquentes, sobretudo grupos de jovens organizados.

No entanto, o nosso entrevistado destaca também o papel que as instituições de cariz social e sobretudo a família, devem desempenhar na sensibilização e educação dos filhos.

Já o primeiro-ministro anunciou que o Governo vai lançar nos próximos dias, um debate sobre a celeridade da Justiça, visando combater a criminalidade no país.

José Maria Neves fala da necessidade de se reforçar a punição contra os delinquentes e criminosos, afirmando que eles não vão ganhar.

O jurista, Mário Silva, considera que o Governo já vai tarde, porquanto há muito tempo que o executivo foi alertado para a situação de insegurança e aumento da pequena criminalidade, alerta que as autoridades desvalorizaram.

Para Silva que também é deputado do MPD, o Governo deve urgentemente apresentar medidas e leis que visam reforçar o combate à criminalidade e insegurança.

Com o recrudescimento de actos de delinquência e pequena criminalidade praticados sobretudo por jovens, urge o Governo apresentar novas medidas e leis para punir os prevaricadores, defende o jurista e deputado Mário Silva, de resto é o que reclamam os cidadãos.
XS
SM
MD
LG