Links de Acesso

Camponeses da aldeia Caseche, no Uíge, dão grito de alerta


Angola Uige

Angola Uige

Cerca de 1100 camponeses afiliados na Associação Agropecuária do Casseche, a 25 quilómetros da sede capital da província do Uíge, queixam-se de meios agrícolas para desenvolver actividades agropecuária naquela localidade.

“Enfrentamos várias dificuldades, o camponês é descapitalizado, tem condições financeiras, então temos estado a lutar para conseguir o crédito agrícola, mas até agora nunca conseguimos, dizem que não chega para todos”, lamenta Garcia Panzo, responsável pela Associação.

Aquele responsável avançou ainda que os agricultores da aldeia clamam por uma agricultura mecanizada, necessitando de formação para o efeito.

A falta de meios agrícolas modernizados reduziu substancialmente a agricultura na aldeia Casseche, afirmou Garcia Panzo, para quem tais dificuldades diminuíram a renda alimentar dos camponeses que sobrevivem da agricultura naquela localidade.

“Actualmente vivemos dos produtos agro-alimentares cujo preço é muito baixo e o seu sustento não é eficiente para podermos aguentar todos os encargos familiares que cada camponês tem”, lamentou.

A população do Casseche é maioritariamente agrícola e cultiva a batata-doce, horticultura, feijão, Ginguba, banana, entre outros produtos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG