Links de Acesso

EUA: Campanha presidencial ganha novo ímpeto

  • Redacção VOA

Hillary Clinton e Donald Trump

Hillary Clinton e Donald Trump

O processo das eleições primárias culminará com as convenções dos partidos republicano e democrata, no inicio do Verão, durante as quais serão formalmente escolhidos os dois candidatos às eleições presidenciais de Novembro próximo.

Aqui nos Estados Unidos, a campanha eleitoral para as presidenciais de Novembro próximo vai ganhar novo ímpeto neste inicio do ano com os candidatos preparando-se paras as eleições primárias que começam já em Fevereiro.

O candidato que lidera a lista dos contendores republicanos, o bilionário Donald Trump, vai desencadear a sua ofensiva de ano novo com comícios no Mississippi, Massachusetts, Nem Hampshire e Carolina do Sul.

Do lado dos democratas, a candidata Hillary Clinton vai também intensificar a sua campanha na primeira semana de 2016 com várias deslocações ao estado de Iowa. O seu marido, o antigo presidente Bill Clinton, vai começar a desempenhar um papel mais activo participando em comícios no estado de New Hampshire.

Sondagens recentes indicam que Donald Trump e o senador do Texas, Ted Cruz, estão virtualmente empatados nas eleições nas assembleias de voto no Iowa, um estado tradicionalmente favorável à ala mais conservadora dos republicanos.

Cruz tem vindo a ganhar apoios apelando aos votos dos cristãos evangélicos e dos apoiantes da ala conservadora conhecida como Tea Party bastante activos no Iowa.

Trump tem demonstrado que desfruta do apoio de uma boa parte dos republicanos através do país mas resta saber se localmente será capaz de vencer estas eleições marcadas para 1 de Fevereiro.

Até agora Trump não teve praticamente que recorrer a publicidade na televisão dada a atenção que lhe tem sido dada pelos meios de comunicação social americanos. Mas, pelo sim pelo não, afirmou que vai gastar 2 milhões de dólares em anúncios na televisão nas próximas semanas nos estados onde vão realizar-se as primárias.

Este processo das eleições primárias, estado a estado, culminará com as convenções dos dois principais partidos americanos, republicano e democrata, no inicio do Verão, durante as quais serão formalmente escolhidos os dois candidatos às eleições presidenciais de Novembro próximo.

Nos últimos dias Trump tem voltado as atenções para Hillary Clinton que recentemente o acusou de fazer comentários sexistas. Trump ripostou relembrando o escândalo sexual que levou à impugnação do ex-presidente Bill Clinton. Perante uma multidão de apoiante em Hilton Head na Carolina do Sul, acusou o antigo presidente de ter uma história de “ tremendo abuso” de mulheres.

Depois das assembleia de voto em Iowa, o estado de New Hampshire acolherá nove dias depois as primeiras eleições primárias a 9 de Fevereiro.

Para os republicanos New Hampshire será um teste crucial para os candidatos mais moderados como o senador da Florida, Marco Rubio, o antigo governador da Florida, Jebb Bush, o governador de New Jersey, Chris Christie, e o governador do Ohio John Kasich.

Aqueles 4 candidatos encontram-se segundo as últimas sondagens em pé de igualdade mas bastante atrás e Donald Trump. Os vencedores republicanos naquele estado, John McCain em 2008 e Mitt Romney em 2012 acabaram por ser nomeados como candidatos às presidenciais.

Do lado dos democratas o principal rival de Hillary Clinton, o senador do Vermont, Bernie Sanders, tem também grandes esperanças nas primárias do estado de New Hampshire onde segundo as sondagens desfruta de pequena vantagem.

Hillary Clinton permanece contudo a favorita à nomeação democrática,mas, um a vitória de Sanders em Iowa e New Hampshire poderia prolongar a batalha pela nomeação algo que os apoiantes de Clinton prefeririam não ter pela frente.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG