Links de Acesso

Camarões atacam rebeldes Seleka

  • Redacção VOA

Combatente do grupo Seleka

Combatente do grupo Seleka

Os rebeldes começaram a procurar a região fronteiriça do país vizinho depois da chegada de reforços da França e da União Africana à República Centro-Africana.

O exército dos Camarões confiscou armamentos e deteve vários rebeldes do grupo islamita Seleka da república centro-africana que estavam escondidos nos Camarões.

Os rebeldes começaram a procurar a região fronteiriça do país vizinho depois da chegada de reforços da França e da União Africana com o objectivo de restaurar a paz na República Centro-Africana.

Habitantes aterrorizados da localidade de Kette na região oriental dos Camarões afirmaram que acordaram ao som de fogo de artilharia na madrugada de domingo quando o exército atacou uma região controlada pelos rebeldes Seleka dentro dos Camarões.

O governador da região, Diboua Dieudonne, disse à VOA que os militares confiscaram uma quantidade impressionante de armamentos. E acrescentou que se congratulava com essa acção contra os rebeldes.
“ Os rebeldes que vivem na república centro-africana entram armados no nosso país e criam uma vaga de pânico”.

Entretanto o ministro camaronês da defesa Edgard Ngo vistou hoje a localidade de Kette para garantir aos aldeãos que a segurança estava restabelecida.
Ngo afirmou que as forças armadas tinham dado a prioridade à região leste e que não há nada a temer na zona.

Esta operação verificou-se menos de uma semana depois dos Camarões terem decidido despachar o seu Batalhão de Intervenção Rápida para a região de modo a contrariar as tentativas dos rebeldes Seleka de estabelecerem bases no seu território.

Os Camarões foram alvo de vários ataques desde Março quando os rebeldes tomaram o poder no país vizinho e decidiram fechar a sua fronteira com a República Centro-Africana em Agosto passado.
XS
SM
MD
LG