Links de Acesso

Cabo-verdianos manifestam-se em todo o país contra situação laboral

  • Eugénio Teixeira

Cape Verde demonstrations

Cape Verde demonstrations

Sindicatos dizem que agora o Governo deve abrir-se para um diálogo franco com os sindicatos, pois os trabalhadores estão determinados a lutarem para salvaguardar os seus direitos.

A adesão dos trabalhadores cabo-verdianos à manifestação realizada esta segunda-feira, 20 de Janeiro, é a melhor homenagem aos heróis nacionais que lutaram para a independência e liberdade do país.


A constatação é do secretário-geral da UNTC -CS, Júlio Ascensão Silva, no momento que se dirigia aos manifestantes na cidade da Praia.

A manifestação promovida pela União dos Trabalhadores de Cabo Verde contou com o apoio da outra central sindical, a Confederação dos Sindicados Livres.

As duas centrais sindicais mostram-se satisfeitas com a adesão dos trabalhadores.

Dizem que a união constitui a melhor forma para se lutar pelos direitos dos homens e mulheres que com o seu trabalho, contribuem para o desenvolvimento do arquipélago.

O presidente da Confederação dos Sindicatos Livres referiu-se ao chumbo do Tribunal Constitucional a algumas normas do regime jurídico das micro e pequenas empresas, dizendo que se tratou de uma grande vitória da classe trabalhadora.

Agora segundo Manuel Vaz, a luta deve centrar-se entre outras reivindicações, também na revisão do código laboral, lei que se for aprovadoa irá penalizar profundamente os trabalhadores cabo-verdianos.

Para o secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde a decisão do Tribunal Constitucional que chumbou algumas normas do regime jurídico das micro e pequenas empresas, constitui clara derrota do Governo, dos patronatos e dos deputados que votaram a referida lei.

A partir de agora diz Júlio Ascensão Silva, o Governo deve abrir-se para um diálogo franco com os sindicatos, pois os trabalhadores que participaram na manifestação desta segunda-feira, 20 de Janeiro, deram mostras de que estão determinados a lutarem para salvaguardar os seus direitos.
XS
SM
MD
LG