Links de Acesso

Cabo-verdiano do Estado Islâmico morre na Síria


Estado Islâmica

Estado Islâmica

O cabo-verdiano Luís Carlos Brito Almeida, de 27 anos, morreu no fim-de-semana na Síria, durante um combate como jihadista. Conhecido como "Piratinha", o jovem vivia em Nice, França, e mudou-se para a Síria há pelo menos nove meses, depois de se ter casado com uma tunisina.

Segundo noticia o dypk-portal.com, Luís Carlos converteu-se ao Islamismo por influência da família da esposa. Convencido pelo cunhado Oussama, em Setembro de 2014, mudou-se com a família para a Síria para integrar as fileiras do Estado Islâmico.

Este não é o primeiro caso de cabo-verdiano morto em combate na Síria como jihadista. Em Novembro do ano passado outro cabo-verdiano, Sandro “Funa” de 36 anos, que também foi aliciado pelo Estado Islâmico, morreu devido a um bombardeamento aéreo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG