Links de Acesso

Cabo Verde, a mais antiga circunscrição católica de África, tem primeiro cardeal

  • Eugénio Teixeira

Sobe para sete o número de cardeais lusófonos com direito de voto na escolha do líder da Igreja Católica.

Cabo Verde tem o seu primeiro cardeal, o bispo de Santiago Arlindo Gomes Furtado. Com a nomeação onte, 4, pelo Papa Francisco de Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, e do bispo cabo-verdiano Arlindo Gomes Furtado sobe para sete o número de cardeais lusófonos com direito de voto na escolha do líder da Igreja Católica.

Além destes, existem ainda outros 10 cardeais lusófonos que pertencem ao Colégio, sem direito de voto por terem mais de 80 anos, embora, tal como os restantes, assistam o papa nas suas decisões.

O bispo emérito de Xai-Xai, no sul de Moçambique, Júlio Duarte Langa, foi nomeado pelo Papa, mas não poderá votar na escolha do próximo líder da Igreja Católica.

A Conferência Episcopal de Moçambique (CEM) manifestou hoje satisfação pela nomeação de Duarte Langa, para cardeal, considerando o acto "um reconhecimento do trabalho da Igreja Católica moçambicana".

"Ao nível dos bispos moçambicanos, reina uma enorme satisfação com a nomeação do bispo emérito Júlio Langa. O papa reconhece, com esse gesto, o trabalho e o esforço que a Igreja Católica em Moçambique tem vindo a empreender", disse o porta-voz da Conferência Episcopal de Moçambique, bispo auxiliar de Maputo João Carlos Nunes.

Hoje, o primeiro cardeal cabo-veriano Dom Arlindo Furtado reagia assim à sua nomeação.

Cabo Verde tem primeiro cardeal
XS
SM
MD
LG