Links de Acesso

Cabo Verde: Líder da oposição admite mudanças no estatuto dos titulares de cargos políticos


Cabo-verdianos manifestam-se contra aumento de salários e regalias dos políticos. Praia, 30 Março, 2015. Foto de Tey Alexandre

Cabo-verdianos manifestam-se contra aumento de salários e regalias dos políticos. Praia, 30 Março, 2015. Foto de Tey Alexandre

O presidente do MpD, principal partido da oposição de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva admitiu que a situação económica e social do país recomenda uma revisão da tabela salarial prevista para os políticos na lei recentemente aprovada pelo Parlamento e que provocou protestos no arquipélago.

Para Correia e Silva, se o Presidente da República decidir pela reapreciação do diploma, o Parlamento está em condições de o fazer, nomeadamente no que se refere à revisão do montante fixado para salário do Chefe de Estado e a sua indexação aos restantes titulares de cargos políticos. “Quero reafirmar que a proposta de 280 contos para o salário do PR não foi feita pelo Grupo Parlamentar do MpD. Foi uma proposta do Governo, assumida e aprovada em Lei pelo Parlamento", reforça.

O líder da oposição disse em declarações à RCV, estar consciente da situação económica e social do país e recomenda que se faça uma revisão da tabela salarial procurando os necessários equilíbrios. Sem deixar de frisar que é preciso garantir que o exercício do cargo político se faça com dignidade. Correia e Silva acieta também que não se pode ignorar o descontentamento manifestado nas ruas, que tem a ver com a difícil situação económica e social que os jovens e as famílias vivem.

XS
SM
MD
LG