Links de Acesso

Cabo Verde vai a votos no domingo

  • Eugénio Teixeira

Campanha termina hoje sem incidentes.

Cerca de 300 mil eleitores nas ilhas e 45 mil na diáspora vão a voto nas sextas eleições legislativas de Cabo Verde neste domingo, 20 de Março.

Serão escolhidos os 72 deputados para a composição do Parlamento nacional e o próximo Governo do país.

Nesta corrida estão seis partidos, PAICV que tenta o seu quarto mandato consecutivo, MpD principal partido na oposição, Ucid, que nunca foi Governo e possui apenas dois deputados, PSD, PTS e PP.

Durante as duas semanas de campanha, os líderes partidários e demais elementos das listas concorrentes percorreram os diferentes pontos do país e das comunidades emigradas, apresentando as ideias de projectos para a governação do país.

A campanha eleitoral que termina nesta sexta-feira, 18, decorreu sem grandes sobressaltos, não se tendo registado qualquer incidente em termos de violência física, tal como acontecera em actos passados.

No entanto alguns partidos fizeram denúncias de compra de consciência, acusando algumas estruturas públicas de distribuírem bens materiais em plena campanha, em violação a lei eleitoral.

Outra questão que também tem merecido reparo de alguns cidadãos e analistas prende-se com o orçamento apresentado pelos partidos de maior expressão na cena política nacional.

O PAICV afirma que emprestou ao banco cerca de 80 mil contos (820 mil dólares), a mesma quantia que o MpD também diz ter emprestado, enquanto a UCID fala no empréstimo de 12.500 contos (115 mil dólares).

Os restantes partidos não deram informações se fizeram empréstimos bancários ou não .

Entretanto, estima-se que os orçamentos dos dois partidos do arco do poder foram muito superiores, valor que algumas pessoas dizem ser exorbitantes para se gastar na campanha, quando se fala da crise financeira, do desemprego e outros problemas sociais que afectam o arquipélago.

Por outro lado, há quem desvaloriza esses pormenores, afirmando que infelizmente em toda a parte do mundo e assim, cada um luta com as armas que tem.

Certo é que o partido que ganhar a eleição legislativa de 20 de Março terá responsabilidades acrescidas, já que será obrigado a adoptar políticas de medidas que permitam acelerar o crescimento económico, de forma a criar empregos.

XS
SM
MD
LG