Links de Acesso

Cabinda proíbe manifestação da UNITA

  • Armando Chicoca

Governo provincial avisa que haverá intervenção policial em caso de desobediência

O governo Provincial de Cabinda, emitiu um documento onde proibe a realização da marcha convocada para este Sábado pela UNITA para protestar contra o desaparecimento dos activistas Isaías Cassule e Alves Kamulingue.




No seu documento assinado pelo governador em exercício do enclave Otiniel da Silva o governo considera a marcha de ilegal e adverte para a possibilidade da intervenção policial em caso de desobediência.

Em reacção ao documento do governo a UNITA num tom de desafio diz que não cederá as intimidações e promete mobilizar a população às ruas.

De acordo co secretário Provincial da Unita Estevão Neto a marcha está convocada para este sábado dia 23 de Novembro e apela a adesão da população como forma de protesto aos assassinatos do regime angolano.

Num comunicado de imprensa tornado publico, a UNITA diz que a marcha marcha é pacifica e não se destina a incitar a violência e a guerra como o governo fez crer.

A UNITA convoca a população a fazer parte da mesma e convida os militantes do MPLA a aderirem à marcha como forma de protesto à actual situação do país.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG