Links de Acesso

Agricultura em Cabinda a espera de apoios do governo e da banca

  • José Manuel

Produção agrícola continua assente numa agricultura familiar de subsistencia, não mecanizada e dominada também pela presença de mulheres

Produção agrícola continua assente numa agricultura familiar de subsistencia, não mecanizada e dominada também pela presença de mulheres

Falta de investimentos e pequenos agricultores entregues a sua sorte fazem da agricultura o parente pobre de desenvolvimento na província nortenha de Angola

O sector de agricultura em Cabinda é o que menos cresce e está longe de produzir produtos de consumo a população local. Esta situação deve-se a a falta de investimentos e a concessão de creditos aos pequenos agricultores.

Segundo indicadores do sector da agricultura em Cabinda o pouco que se tem investido tem sido canalizado na aquisição de gado que entretanto tem beneficiado uma frange de governantes.

O director provincial de Agricultura pescas e Ambiente disse aos jornalistas existir um grande interesse de investidores em inverter o quadro do sector mas espera que hajam mais financiamentos quer a nivel do governo quer a nivel do sector Bancario.

Tati Luemba avançou igualmente que este ano está prevista a reabilitação das fazendas de cacau e de cafe e ao relançamento da agricultura familiar.

Entretanto, os agricultores encaram com preocupação é a invasão de áreas agricolas por pessoas, principalmente em zonas reservadas pelo Estado destinadas à implantação de projectos agropecuários e industriais.

Os agricultores acusam as Administraçoes Municipaias de serem coniventes da situação, por estarem permanentemente a emitir licenças de construção ostentadas pela maioria dos elementos que ocupa ilegalmente os terrenos agricolas.

A invasão está a decorrer sob o olhar silencioso do governo provincial de Cabinda que tem concedido licenças de loteamento de terras em zonas de agricultura familiar com pretexto urbanísticos.
XS
SM
MD
LG