Links de Acesso

Cabelo sintético: Africanas gastam mais de 7 mil milhões de dólares


Cabelos sintéticos

Cabelos sintéticos

Negócio dos cabelos é dos mais rentáveis em África.

As africanas estão a gastar mais de 7 mil milhões de dólares em cabelo falso, avança o site Africafrique.com, que menciona países como África do Sul, Nigéria e Camarões como os maiores clientes da Ásia.

Os números são apontados pelo Africafrique.com e apenas contabilizam três países: África do Sul, Nigéria e Camarões.

A maior parte do cabelo vendido em África vem da Ásia, é feito de fibras sintécticas e baratas, mas o Brasil também se apresenta como um destino apetecível para quem comercializa extensões de cabelo.

O cabelo natural, muito procurado pelas clientes, é oferecido aos vendedores, que por norma o comercializam por valores avultados.

O actor e comediante, Chris Rock, produziu um documentário sobre os perigos do uso de relaxantes e desfrizantes e tissagens ou extensões. O actor foi a cabeleireiros e viu como todo o processo decorre.

XS
SM
MD
LG