Links de Acesso

Brasileiro condenado a cinco anos de prisão na China por vender vistos ilegais


Um cidadão brasileiro foi condenado a cinco anos de prisão na China por vender vistos ilegais a outros estrangeiros, disse à agência Efe o consulado geral do Brasil em Xangai. Pedro Godoi, que recebe assistência consular do Brasil, foi condenado em Fevereiro pelo Tribunal Popular do Distrito de Zhabei, onde estavam os escritórios da sua empresa, Godoi Consulting.

De acordo com informações das autoridades públicadas pela imprensa local, Godoi geria uma empresa de comércio internacional e, entre os seus serviços, oferecia ajuda a outros estrangeiros para obterem autorizações de residência no país, mediante selos falsos e, entre outros documentos, contratos de trabalho assinados com o seu sócio chinês.

XS
SM
MD
LG