Links de Acesso

Brasileiro apaixonado por ondas curtas ouve a VOA há mais de 54 anos

  • Danielle Stescki

“As rádios não podem existir sem os ouvintes mas também os ouvintes não podem existir sem as rádios”, diz Nelcy Bidart.

Nelcy Bidart é aposentado, tem 65 anos, mora em Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, Brasil e é apaixonado por ondas curtas.

Ouve a Voz da América desde a década de 1960.

Começou a ser dexista em 1967 e de lá para cá não parou mais. Os dexistas se dedicam a captar as emissoras de ondas curtas, médias e também a frequência modulada, FM.

Bidart explica que os dexistas costumavam preferir emissoras de ondas curtas e que atendiam os ouvintes.

Bidart comentou o fenómeno actual da migração das rádios de ondas curtas para a internet: “Como dexista, gostaria que as rádios permanecessem nas ondas curtas e que aquelas que saíram voltassem”.

Gosta de curtir a família e a natureza, e não sente falta da vida de professor de educação física porque agora está aproveitando a vida.

Ouça a conversa
XS
SM
MD
LG