Links de Acesso

Brasil vota por um novo presidente

  • Maria Cláudia Santos

Dilma e Aécio

Dilma e Aécio

Sondagens indicam resultado renhido

Com as pesquisas de intenções de voto apontando um cenário de indecisão mais de 140 milhões de brasileiros votam neste domingo, na segunda volta das eleições presidenciais.

Depois de 111 dias de campanha, a mais renhida desde a democratização do Brasil, em 1989, a presidente Dilma Rousseff (PT), que disputa a reeleição, aparece com 52 por cento das intenções de votos válidos e Aécio Neves (PSDB) com 48, de acordo com pesquisa Datafolha. O levantamento mostra um empate técnico, já que os números estão no limite da margem de erro do levantamento, que é de dois pontos.

Já outras sondagens variam, algumas mostrando vantagem de Dilma e outras de Aécio Neves. Os números divergentes deixam este domingo de votação no Brasil cercado por grande expectativa em torno de quem será o vencedor da disputa que, neste segundo turno, dividiu o país entre o azul e o vermelho, as cores dos partidos dos presidenciáveis.

A presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) disse, na manhã deste domingo, 26, depois de votar em Porto Alegre, que a campanha deste ano teve "momentos lamentáveis" e fez um apelo para que a população compareça às urnas. Já o candidato do PSDB Aécio Neves votou em Belo Horizonte (MG).

Além de escolher quem vai governar o Brasil pelos próximos quatros anos, os brasileiros estão também a votar numa segunda volta para governadores em 4 Estados, além do Distrito Federal.

101 diplomatas de 72 países e da União Europeia acompanham a segunda volta das eleições brasileiras. Devido ao horário de brasileiro de verão, a apuração dos votos só vai começar, de facto, às 20h, horário em que se encerra a votação no Acre e no extremo oeste do Amazonas. A expectativa é de que até o fim da noite deste domingo o resultado das eleições presidenciais brasileiras seja divulgado.

XS
SM
MD
LG