Links de Acesso

Brasil prepara-se para receber refugiados

  • Redacção VOA

Ministério de Justiça, Brasília

Ministério de Justiça, Brasília

Anúncio ocorre após presidente do Brasil assumir compromisso na ONU de abrir as portas do país a refugiados.

Bárbara Ferreira Santos

Depois da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, assumir o compromisso de aceitar refugiados de todo o mundo na Assembleia Geral das Nações Unidas na semana passada, o secretário nacional de Justiça e presidente do Comité Nacional para os Refugiados do Brasil, Beto Vasconcelos disse à VOA que está a ser feita uma reestruturação para acelerar o cadastro de refugiados no país e combater o preconceito contra imigrantes.

Entre as mudanças em curso, há uma parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) para actualizar bancos de dados sobre as zonas de conflito.

O Brasil possui atualmente 8.530 refugiados, segundo dados do Ministério da Justiça. O número é ínfimo, quando comparado com a média dos países europeus.

De acordo com especialistas em relações internacionais e o Comité Nacional para os Refugiados (Conare), o Brasil tem potencial para receber mais pessoas nessas condições.

Mas, segundo o professor de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas, Oliver Stuenkel, os refugiados ainda encontram muita burocracia e falta de assistência do governo.

Acompanhe:

XS
SM
MD
LG