Links de Acesso

Crise económica dispara no Brasil

  • Patrick Vaz

Inflação no Brasil ultrapassa 11 por cento.

Os brasileiros tentam se desdobrar para garantir rendimentos em tempos de crise económica.

As oportunidades de trabalho estão cada vez mais escassas e apenas no primeiro trimestre deste ano, o desemprego no país atingiu, em média, 11,2 por cento.

São quase de 11,5 milhões de pessoas desempregadas no Brasil conforme levantamento da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O economista Felipe Leroy explica esses números negativos e diz que não vê boas perspectivas para o mercado de trabalho no país nos próximos meses.

“O desemprego está associado à dinâmica da economia. Se você tem uma dinâmica cada vez pior, ou seja, a taxa de crescimento do PIB está cada vez menor e a economia brasileira está encolhendo, consequentemente o volume de emprego também reduz e o desemprego aumenta”, avaliou Lereoy em entrevista à TV Alterosa.

Nas ruas, a população não sabe como pagar suas dívidas e seus compromissos como estudo, renda de casa, água e luz.

Alguns desempregados usam a criatividade para ganhar dinheiro nas ruas, como o motorista Felipe Bastos, que se produz de Elvis Presley para se apresentar ao público.

Com as doações recebidas, ele consegue pagar os estudos da filha.

“É uma maneira criativa de um brasileiro que está improvisando, tentando ganhar a vida trabalhando. Enquanto isso aproveito o dia para ganhá-lo e no fim do expediente retorno para casa satisfeito porque as pessoas entendem meu trabalho com alegria. É como coloquei na placa: me ajudem a fazer um dia mais feliz”, disse.

XS
SM
MD
LG