Links de Acesso

Presidente brasileira perde mais apoios

  • Patrick Vaz

Dilma Rousseff e Lula da Silva

Dilma Rousseff e Lula da Silva

Começou a "contagem das espingardas" nas vésperas da votação do processo de impugnação.

A Presidente brasileira vai ter o seu processo de impugnação votado no domingo e na semana mais importante da carreira política de Dilma Rousseff ela sofre o abandono de partidos que a apoiavam na Câmara dos Deputados.

Especialistas entendem que Dilma está perdendo importantes aliados nesta véspera da votação na Câmara dos Deputados, marcada para tarde do próximo domingo.

Especula-se no Planalto que a Presidente tem hoje o apoio de 148 deputados contra a impugnação, mas o Governo necessita de mais 23 para arquivar o processo.

Para ser afastada do cargo, são necessários 342 votos dos 513 deputados federais.

O cientista político Eduardo Martins avalia que ainda está incerto o futuro da Presidente, mas a actual conjuntura política é-lhe bem desfavorável.

“Ninguém pode dizer que já tem os votos necessários para aprovar o impeachment. Nem mesmo o Governo pode afirmar que tem os votos necessários para barrar esse processo. Acho que é um cenário difícil, confuso. Há um enorme número de deputados indecisos e que não responderam a diversas pesquisas, mas o clima é desfavorável à Presidente Dilma. A saída de partidos da base governista tem contribuído para essa situação. Mas há ainda possibilidades para ambos os lados”, disse.

XS
SM
MD
LG