Links de Acesso

BP suspende fornecimento de combustível às Linhas Aéreas de Moçambique

  • Redacção VOA

Em causa uma dívida de três milhões de dólares.

A petrolífera British Petroleum (BP) suspendeu o fornecimento de combustível aos aviões das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

A notícia é avançada pela publicação Africa Energy Intelligency, citada pelo portal de notícias @Verdade, que divulgou um boletim no qual a BP informa aos seus superintendentes, supervisores e operadores nos aeroportos em Moçambique “que, até instrução em contrário não se deverão efectuar reabastecimentos às aeronaves pertencentes à companhia Linhas Aéreas de Moçambique. A instrução cobre todos os voos, locais e regionais”,.

A decisão de cessar o abastecimento das aeronaves da LAM foi tomada em Abril na sequência de dívidas acumuladas pela companhia de bandeira moçambicana estimada em três milhões de dólares.

British Petroleum

British Petroleum

Uma fonte ligada à aviação civil moçambicana disse a @Verdade que devido a esta decisão da BP os aviões das LAM que voam para a cidade sul-africana de Johannesburg passaram, desde então, a sair da cidade de Maputo com o tanque cheio de combustível para não terem de se abastecer no aeroporto O.R. Tambo.

Recorde-se que as companhias áreas moçambicanas estão proibidas de voar para a Europa, desde Abril de 2011, devido à incapacidade do Instituto de Aviação Civil de Moçambique de aplicar e provar a eficácia nos mecanismos de segurança internacionalmente exigidos.

Desde Fevereiro deste ano que as Linhas Aéreas de Moçambique têm novos órgãos sociais que são ser dirigidos por António Pinto de Abreu.

XS
SM
MD
LG