Links de Acesso

Botswana pede inquérito as eleições no Zimbabué

  • Redacção VOA

Uma mulher zimbabueana acompanhada de filho, exercendo o direito de voto nas eleições gerais da semana passada

Uma mulher zimbabueana acompanhada de filho, exercendo o direito de voto nas eleições gerais da semana passada

Governo do Botswana através do ministro de informação, Jeff Ramsay disse que a solicitação feita a SADC não é contra os vencedores das eleições e nem contra o povo zimbabueano

O Botswana pediu a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral – SADC – para levar a cabo investigações em torno das eleições gerais do Zimbabué em que partidos da oposição rejeitaram os resultados.

O Botswana enviou um grupo de 80 observadores eleitorais para monitorar as eleições da passada Quarta-feira no Zimbabué.

Jeff Ramsay é ministro de informação do Botswana e confirma que o seu governo pediu um inquérito independente a SADC para apurar as alegações dos partidos da oposição zimbabueanos.

“Enquanto eles concluíram que as eleições foram livres de violência e intimidação, e que a votação foi de facto pacífica, eles também levantaram uma série de questões acerca do processo, particularmente que têm a ver com as manobras de eleitores e a capacidade das pessoas em votar. Estamos a propor que um inquérito independente seja levado a cabo pela SADC, de forma que se possa tirar alguma lição.”

Ramsay acrescenta que o Botswana deseja ter uma resposta a sua solicitação a organização regional, isso numa altura em que os Chefes de Estados e de Governos da SADC têm previsto para este mês uma cimeira em Lilongwe no Malaui.

O ministro defende que a posição do seu governo não deve ser visto uma divisão entre o seu país com governo do Zimbabué ou ainda com o povo zimbabueano, mas sim uma perspectiva de lidar com questões levantadas a cerca do processo eleitoral.

O pedido de investigação do Botswana as eleições do Zimbabué acontece dia depois do presidente sul-africano, Jacob Zuma ter saudado o seu homólogo Robert Mugabe pela vitória nas eleições presidenciais em que ganhou 61 por cento dos votos.
XS
SM
MD
LG