Links de Acesso

Bolseiros YALI da Guiné-Bissau, jovens que inspiram


Grupo YALI 2015 dos países de expressão portuguesa

Grupo YALI 2015 dos países de expressão portuguesa

Confira alguns perfis inspiradores e submeta a sua candidatura neste link: youngafricanleadres.state.gov

Desde 2012 que a Guiné-Bissau tem sido representada no programa para jovens líderes africanos criado pelo Presidente americano, Barack Obama.

Todos os anos o número de participantes guineenses aumenta e, para 2016, a expectativa é de que mais jovens participem neste programa de intercâmbio com os Estados Unidos.

Confira alguns perfis inspiradores e submeta a sua candidatura neste link: youngafricanleaders.state.gov


William Na Lamba: Bolseiro YALI na Universidade de Clark Atlanta, Georgia:

William é formado em Administração de Comércio Internacional pela Universidade Paranaense – UNIPAR do Brasil e tem um diploma em Gestão de Projectos pelaUniversidade de Georgetown em Washington, D.C. Trabalhou cinco anos para a Organização de Desenvolvimento da Holanda como conselheiro nos sectores de agricultura e governação.
Ganhou experiência em negócios trabalhando com as cooperativas de caju e com o sector privado, o que lhe permitiu trabalhar como consultor de negócios na área dos transportes e criar uma empresa de importação e exportação.
William trabalhou igualmente em negócios e gestão na Guiné-Bissau e em Timor-Leste e dedica o seu tempo nessas áreas de actividade para amjudar as pessoas a melhorar as suas competências.
Ele fala português, russo, inglês e criolo.

Lizandra Mariza Gomes Cabral Dos Reis, bolseira YALI na Universidade de Minnesota, Minnesota:

Lizandra Cabral dos Reis, médica Saúde Pública, Guiné-Bissau, Participante YALI 2015

Lizandra Cabral dos Reis, médica Saúde Pública, Guiné-Bissau, Participante YALI 2015

Lizandranasceu a 12 de Agosto de 1982. Fez os estudos até ao ensino secundário na Guiné-Bissau e foi para Moscovo, na Rússia, para fazer a sua formação superior, que terminou em 2008.
No mesmo ano ela regressou a Bissau, para trabalhar como médica no Hospital Nacional Simão Mendes. Também trabalhou no hospital regional de Canchungo por dois anos.
Em 2012 foi transferida para o nível central do Hospital Simão Mendes, onde trabalhou até Dezembro de 2014. Em Janeiro de 2015, ela foi promovida a Coordenadora Nacional para o programa de luta contra o Noma e recentemente foi integrada no Ministério da Saúde da Guiné-Bissau.
Lizandra sonha um dia ser ministra da Saúde.


Ilsa de Fatima Cá Sá: Universidade de Tulane, Nova Orleãs:

Ilsa Sá (dir), participante YALI 2015 Guiné-Bissau no estúdio da VOA

Ilsa Sá (dir), participante YALI 2015 Guiné-Bissau no estúdio da VOA

Ilsa é uma jovem activa de 27 anos que se formou com um Mestrado em Cooperação Internacional e Desenvolvimento na Universidade Técnica de Lisboa. Actualmente trabalha como Assistente de Projecto na Organização Não-Governamental Tiniguena em Bissau. Tniguena significa “esta é a nossa terra”
Ilsa coordena o Programa da Juventude e Cidadania que tem como objectivo desenvolver as actividades da Geração Nova Tiniguena (GNT),uma associação jovem que pretende aumentar a participação cívica e o empoderamento dos jovens.
Ela também está engajada em questões de género na sua comunidade.

YALI 2014

Edmar Nhaga, UVA, William & Mary

Edmar Nhaga - coordenador da Liga dos Direitos Humanos sector de Bissau.

Edmar Nhaga - coordenador da Liga dos Direitos Humanos sector de Bissau.

É um jovem activista há mais de dez anos. Edmar é um líder num país onde trabalhar pela democracia e o respeito pelos direitos humanos é essencial para o progresso do país e melhoria das relações com os Estados Unidos.

Ele quer ser “um excelente líder dos direitos humanos na Guiné-Bissau”.
Edmar foi recomendaod para participar no YALI em 2014 pelo presidente da Liga Nacional dos Direitos Humanos na Guiné-Bissau.

2012 YAL innovation mentorship

Matilde Clementina António Lourenço Gomes Mendes

Matilde é conselheira em PLE (Produção, Lucro e Emprego) – Agricultura/Cadeia de Valor de Desenvolvimento.

Ela trabalha na empresa SNV desde 2004, como conselheira para o género e tem mais de 17 anos de experiência em questões sociais, culturais e programas de desenvolvimento económico. Nos últimos sete anos tem estado envolvida em programas de capacitação local, desenvolvimento económico baseado no género, planeamento estratégico, cadeia de valor de desenvolvimento, desenvolvimento de negócio, marketing, revisão política e para a advocacia.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG