Links de Acesso

Boko Haram quer trocar meninas raptadas pelos seus militantes presos


Pessoas pelo mundo erguem o slogan "Tragam de volta as nossas meninas"

Pessoas pelo mundo erguem o slogan "Tragam de volta as nossas meninas"

Os militantes islâmicos de Boko Haram querem trocar as cerca de 300 meninas raptadas em Abril pelos seus companheiros detidos pelas autoridades nigerianas, disse um antigo mediador entre o Governo e o Boko Haram.

Shehu Sani, que preparou as negociações directas com o grupo, disse acreditar que o vídeo em que o Boko Haram ameaça vender as meninas como escravas é a prova de que os militantes na verdade planeavam usá-las como objecto de troca.

Enquanto o vídeo divulgado chocou as famílias das cativas e provocou ultraje a nível mundial, Sani viu-o como uma tentativa velada de exigir negociações com o Governo nigeriano.

"Do conhecimento que eu tenho do grupo, ouvi-lo dizer que vai vendê-las é prova de que este assunto pode ser resolvido. O grupo muito provavelmente vai querer impor algumas condições para libertar as meninas, tais como a libertação de alguns dos seus prisioneiros", disse Sani.

Recorde-se que Estados Unidos, Reino Unido, França e China já se disponibilizaram a ajudar as autoridades da Nigéria a recuperar as meninas.
XS
SM
MD
LG