Links de Acesso

BNA defende fusão de bancos para credibilizar sistema financeiro angolano

  • Manuel José

Banco Nacional de Angola

Banco Nacional de Angola

Analistas dizem que solução passa por políticas macro-económicas credíveis.

O Banco Nacional de Angola (BNA) pretende credibilizar e fortalecer a banca angolana para que o sector financeiro nacional não seja colocado à margem do sistema mundial.

Nesse sentido, o governador Walter Filipe assegurou que a fusão de alguns actores bancários, no caso do banco Atlantico e o Millennium Angola, é um exemplo de como os bancos podem sair mais fortes com um sistema financeiro robusto.

Alguns economistas ouvidos pela VOA dizem ter algumas dúvidas se a fusão de bancos é a única medida para fortalecer a banca nacional.

O economista e professor universitário Faustino Mumbica coloca reservas se, de facto, a robustez dos bancos passa pela fusão e consequente redução dos actores bancários.

''Não acredito tanto que a credibilização dos bancos resulte da diminuição dos actores bancários no mercado, o problema da credibilização da banca angolana passa pelas políticas macro-económicas adoptadas pelo Estado”, afirma, lembrando que “as pessoas que têm contas nos bancos em Angola estão a perder muito dinheiro e isso nada tem a ver com o número de bancos existentes, mas das políticas financeiras do Estado, das politicas fiscais e das taxas de juros praticadas''.

Mumbica adverte que o Estado devia preocupar-se em reduzir as taxas de juros praticadas pelos bancos que são as mais elevadas do mundo.

''Quantos mais actores bancários houver no mercado mais possibilidades das taxas de juros baixarem”, explica aquele economista.

O consultor económico Fernando Heitor, apesar de considerar a ideia do governador de pertinente, defende que a fusão de bancos deve vir acompanhada de outras medidas.

“É uma boa estratégia mas não basta apenas fundir bancos e dar esta dimensão sólida sem cuidar da transparência e credibilidade, as empresas e famílias só se relacionam com bancos se forem credíveis e não é o que se passa agora com nossos bancos porque todos estão a perder credibilidade porque os que colocam dinheiro no banco, sobretudo divisas, não conseguem levantar o seu dinheiro''.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG