Links de Acesso

Polícia guineense morreu em Angola

  • João Santa Rita

Policias angolanos treinaram colegas de Bissau

Contigente de 350 agentes da Guiné Bissau que treinou em Angola vai regressar no fim do mês. Polícias aguardam regresso a Bissau desde Julho

Morreu em Angola um polícia guineense que fazia parte de um contingente a receber treino em Luanda, disseram fontes governamentais em Bissau.

O corpo chegou na madrugada de Quarta-feira a Bissau.

Fontes em Luanda próximas do contingente policial da Guiné Bissau confirmaram o óbito afirmando que este tinha adoecido.

As fontes acrescentaram que ao contrário do que é habitual o agente não foi levado para o hospital militar apesar da sua situação se ter agravado.

O agente que morreu fazia parte do contingente de 350 agentes enviados para Angola para ali serem treinados.

O grupo de policias guineenses terminou há dois meses a sua formação em Angola mas desde então tem estado á espera que as autoridades guineenses lhes digam quando vão regressar,

Na Terça-feira um porta-voz do grupo tinha lançado um apelo publico para que se resolvesse a sua situação.

Hoje o Major Pedro Goi que chefia o destacamento da Guiné Bissau disse ter recebido garantias que os policias guineenses vão em breve regressar ao seu país.

“Vamos regressar no fim do mês,” disse o Major acrescentando que a informação lhe tinha sido dada a partir de Bissau pela hierarquia policial guineense.



Uma fonte ligada a grupo confirmou que os agentes guineenses têm continuado a receber apoio das autoridades angolanas em termos de alimentação e acesso a cuidados médicos. Os agentes recebem também um subsídio mensal de 100 dólares das autoridades angolanas
XS
SM
MD
LG