Links de Acesso

Aristides Ocante da Silva, candidato à liderança do PAIGC

  • Lassana Casamá

Sede do PAIGC em Bissau

Sede do PAIGC em Bissau

Para observadores da política guineense trata-se de uma decisão que visa a reconciliação interna da família PAIGC

O antigo Ministro da Defesa da Guiné-Bissau, Aristides Ocante da Silva, apresentou hoje oficialmente a sua candidatura a liderança do PAIGC.

Uma cerimonia, durante a qual, apresentou igualmente o seu manifesto, intitulado: pelo PAIGC, Força, Luz e Guia do Nosso Povo Sou continuador de Cabral.

No documento de 14 páginas, Aristides Ocante da Silva, que exerceu várias funções de Governação, apontou as razoes da sua candidatura. Defendeu nesta perspectiva, a necessidade de uma reforma profunda e estrutural no seio do PAIGC.

Sobre uma visão Geral do país, se bem que seria uma segunda etapa de desafio de Aristides Ocante, caso vença o congresso do seu partido.

Aristides Ocante da Silva, varias ocasiões ministro no Governo do PAIGC, assume a candidatura para a liderança do PAIGC, partido libertador da Guine e Cabo-Verde.


O congresso está marcado para Maio deste ano e muitos interesses políticos internos estão em jogo.

Até aqui, das intenções registadas e conhecidas publicamente, além de Aristides Ocante da Silva, podemos apontar as candidaturas do presidente cessante do partido, Carlos Gomes Júnior, Domingos Simões Pereira, ex-Secretário Executivo da CPLP e Braima Câmara, actual Presidente da Câmara do Comercio, Industria, Agricultura e Serviços.

De referir ainda que o PAIGC vai ao congresso num quadro muito controverso, consequência de últimas eleições presidenciais e do Golpe de Estado de 12 de Abril, tendo, contudo, os seus órgãos internos, recentemente, terem perdoado os dirigentes e militantes que, neste contexto, violaram os princípios estatutários.

Para observadores da política guineense trata-se de uma decisão que visa a uma reconciliação interna da família PAIGC.
XS
SM
MD
LG