Links de Acesso

Chefe do governo de Bissau diz que não se demite


Carlos Gomes Jr. falando perante a Assembleia Geral da ONU

Carlos Gomes Jr. falando perante a Assembleia Geral da ONU

Chegou ao país o primeiro-ministro do Senegal, Souleymane Ndene NdiayeSanha

O cenário político, na Guiné-Bissau, tende a suscitar cada vez um maior debate ou reflexão entre as facções partidárias. A exoneração do primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, exigida pela oposição democrática, continua a dominar agenda do Presidente da Republica.

E, justamente, por ser motivo ou não de contestação, o chefe do governo guineense foi recebido por Malam Bacai Sanha. Foi à saída deste encontro que Gomes Júnior, interrogado pelos jornalistas sobre a posição dos partidos políticos da oposição, que pedem a sua exoneração, foi tão sereno ao afirmar que não está preocupado e que a sua eventual saída do Governo dever-se-à feita através dos mecanismos democráticos.


Quem também foi recebido pelo presidente Bacai Sanha é a Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Maria do Céu Silva Monteiro. Igualmente destas audiências citamos algumas personalidades ligadas aos organismos internacionais baseados em Bissau, nomeadamente a União Europeia e UNIOGBIS – que é o gabinete integrado das Nações Unidas. UNIOGBIS que, pela voz do seu Representante, Joseph Mutaboba, evitou a falar sobre o assunto relacionado com a demissão do Primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, conforme a exigência da oposição.Isto no dia em que chegou ao país o primeiro-ministro do Senegal, Souleymane Ndene Ndiaye, portador de uma mensagem do presidente Wade para o seu homólogo guineense, Malam Bacai Sanha. Conteúdo sobre o qual se desconhece.

XS
SM
MD
LG