Links de Acesso

Bill Clinton faz a defesa da "mulher de causas"

  • Redacção VOA

Bill Clinton na convenção do Partido Democrata

Bill Clinton na convenção do Partido Democrata

Antigo Presidente diz que Hillary é uma "promotora de mudanças".

Num dos discursos mais aguardados do segundo dia da convenção do Partido Democrata que decorre desde segunda-feira em Filadélfia, o antigo Presidente Bill Clinton fez uma forte de defesa da esposa, Hillary, na noite de terça-feira, 26, como activista pelas causas sociais, nomeadamente os direitos das crianças, das mulheres, dos deficientes e das minorias.

Num discurso repleto de lembranças, Bill Clinton repassou o relacionamento com a sua mulher desde "aquele dia da primavera de 1971" quando viu aquela menina numa aula de Direitos Civis, "sem maquiagem" e com quem, desde então, "não deixou de caminhar e rir juntos".

Lembrou momentos duros e felizes, inclusive as duas vezes que ela se recusou a casar com ele.

"Sempre achou que todo mundo pode alcançá-lo (o êxito)", comentou sobre os anos que a ex-primeira-dama dedicou ao ensino e também sobre seus conselhos quando ele perdeu a reeleição para o Governo do Arkansas.

Promotora de mudanças

Entre as lembranças e a ternura dos diferentes episódios de sua vida juntos, com aplausos e risos do público, o ex-presidente enfatizou a vocação de sua esposa para melhorar a vida dos demais, especialmente das crianças, e lutar por um país melhor.

Bill Clinton reage aos aplausos

Bill Clinton reage aos aplausos

Clinton retratou Hillary como uma força dinâmica para mudanças e uma lutadora pela justiça social, e, segundo ele, uma "líder natural" com um senso nato de responsabilidade.

"Hillary é unicamente qualificada para tomar oportunidades e reduzir os riscos que enfrentamos, e ela ainda é a melhor promotora de mudanças que já conheci", sublinhou Bill Clinton.

Escolha entre a candidata "verdadeira" e o "fabricado"

Bill Clinton abordou vários outros temas e alfinetou o candidato republicano Donall Trump ao dizer que há duas opções na campanha, uma numa pessoa verdadeira, Hillary, e outra em quem foi fabricado.

“Vocês escolheram a verdadeira”, afirmou.

O antigo presidente enviou uma mensagem a latinos e muçulmanos, alvos frequentes dos ataques do candidato republicano, para que ajudem a candidata democrata a ganhar a corrida para a Casa Branca.

"Hillary nos fará mais fortes juntos", apelou.

"Se você é muçulmano e ama os EUA e a liberdade - e odeia o terror -, fique aqui e nos ajude a ganhar afirmou o ex-presidente, que também defendeu a aprovação de uma reforma migratória no país.

Clinton afirmou ainda que assim que Hillary conseguir ganhar em Novembro, ele será o primeiro "primeiro-cavalheiro" dos Estados Unidos.

Hillary Clinton envia mensagem em vídeo

Hillary Clinton envia mensagem em vídeo

Hillary envia mensagem em vídeo

Momentos depois, foi a vez da candidata democrata Hillary Clinton fazer um breve discurso através de um vídeo a partir de Nova York.

"Pode ser que me torne a primeira presidente dos EUA", afirmou Hillary dirigindo-se às jovens e mulheres que a escutavam, “mas a próxima pode ser você".

A mensagem surpreendeu aos delegados que participavam da convenção democrata e acompanhavam ao vivo uma apresentação da cantora Alicia Keys.

Entre os acordes de "Girl on fire", os telões exibiram imagens dos 45 presidentes dos EUA e, quando os delegados exaltavam Barack Obama, Hillary Clinton apareceu num vídeo cercada por crianças.

"Que incrível honra vocês que deram!", disse a ex-secretária de Estadoque agradeceu a "todos os que lutaram tanto para que isto fosse possível".

Amanhã, Hillary Clinton fará o discurso de aceitação da nomeação como candidata à Presidência dos Estados Unidos.

XS
SM
MD
LG