Links de Acesso

Bento Bembe reconhece violações mas Angola não é caso único

  • Redacção VOA

Secretário de Estado e políticos reagem a resolução do Parlamento Europeu que alerta para aumento das violações dos direitos humanos e corrupção em Angola.

O secretário de Estado dos Direitos Humanos de Angola Bento Bembe reconhece a existência de violações dos Direitos Humanos no país, mas afirma não ser caso único deste país.

Bento Bembe disse haver exagero da comunidade internacional na análise da situação em Angola, ao contrário do que, supostamente, diz em relação ao resto do mundo.

Por seu lado, o responsável da Associação dos Presos Políticos de Angola (APPA), Filomeno Vieira Lopes considera que a resolução do Parlamento Europeu “é bem-vinda”.

Vieira Lopes manifestou a esperança de que a resolução do Parlamento Europeu possa vir a convencer as autoridades angolanas a reverem a sua posição sobre as constantes violações da Constituição por se tratar de um país que assume actualmente o cargo de membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Por seu turno, o deputado André Mendes de Carvalho (Miau), da Casa-CE, afirma que a violação dos Direitos Humanos em Angola é um facto indesmentível e que o Governo devia sentir-se obrigado a corrigir o que está mal.

Miau também considera que a preocupação do Parlamento Europeu traduz a dimensão da situação das violações em Angola.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG